Como fazer carne seca na moranga no microondas – Experimente

por | mar 20, 2018 | Receitas

Saiba como fazer carne seca na moranga no microondas.

Esta receita foi preparada pela equipe da Ajinomoto.

E conheça melhor as abóboras: variedades, como escolher e dicas de consumo.

Ingredientes

  • 1 abóbora tipo moranga (2 kg)
  • meia colher (chá) de sal
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 1 cebola grande picada
  • meia xícara (chá) de arroz cru
  • 1 e meia xícara (chá) de água (300 ml)
  • 1 sachê de Caldo SAZÓN® Carne
  • 500 g de carne-seca demolhada, cozida e desfiada
  • 1 copo de requeijão
  • 1 caixinha de creme de leite (200 g)
Como fazer Carne seca na moranga

Receitas para microondas: Carne-seca na Moranga

Como preparar

1 – Lave bem a casca da abóbora, corte a tampa e retire as sementes. Coloque-a sobre um prato e leve ao micro-ondas por 7 minutos. Retire cuidadosamente parte da polpa e reserve. Salpique o interior da abóbora com o sal e reserve.

2 – Em uma panela média, coloque o azeite e leve ao fogo alto para aquecer. Junte a cebola e refogue por 3 minutos, ou até dourar. Acrescente o arroz, refogue bem, adicione a água, o Caldo SAZÓN® e a carne-seca, e deixe cozinhar por 20 minutos. Adicione a polpa da abóbora reservada, o requeijão e o creme de leite, e misture.

3 – Disponha a abóbora em uma forma redonda (24 cm de diâmetro), recheie com o refogado de carne-seca e cubra com papel-alumínio. Leve ao forno médio (180 graus), preaquecido, por 15 minutos.

4 – Retire do forno e sirva em seguida.

Fonte: Sabores Ajinomoto – Carne-seca na moranga

Atenção: O tempo de preparo poderá variar para menos ou para mais, dependendo do seu forno de micro-ondas. Comece testando com tempo menor, de 10 a 20% do tempo informado na receita.

Abóbora - Maria Ruch

Conheça melhor: As Abóboras

A hortaliça é altamente nutritiva e tem baixo teor calórico

Fonte: Revista Sabores Ajinomoto – Agosto 2009

As abóboras, muito utilizado pelos brasileiros para preparar os mais diversos tipos de prato, são um ótimo ingrediente para enriquecer as refeições da sua família.

Suas propriedades são atestadas por pesquisas científicas. Recentemente, a hortaliça constou de uma lista com os 33 alimentos mais saudáveis do mundo, eleborada no centro de pesquisas da Universidade de Carolina do Norte, nos EUA.

Segundo os especialistas, as substâncias que contém protegem as articulações contra a artrite, reduzem os riscos de câncer de próstata e pulmão e combatem as inflamações de forma geral.

De fácil digestão, baixo teor calórico e fonte de vitaminas e minerais essenciais à saúde, a hortaliça é um exemplo de versatilidade.

O tipo mais indicado para os doces é a abóbora seca, de frutos grandes.

Para os salgados, prefira a japonesa, que tem a polpa mais enxuta.

No caso de pudins e curau, qualquer tipo pode ser usado.

A moranga tem um elevado índice de betacaroteno, que, depois de consumido, se transforma em vitamina A,

Confira as variedades das abóboras

Variedades de abóboras - Ajinomoto

Dicas para escolher abóbora

Dê preferência aos frutos bem firmes e sem machucados, rachaduras ou picadas de inseto.

A casca com brilho indica que a hortaliça foi colhida muito nova e não amadurecerá totalmente, o que resulta em qualidade inferior.

As abobrinhas devem ter no máximo 20 cm de comprimento: quanto menores, mais tenras e saborosas.

Prefira comprar os frutos com o cabinho, pois eles se conservarão por mais tempo.

Quando já picada e embalada em filme de plástico, deve obrigatoriamente estar em expositor refrigerado.

Preste atenção no prazo de validade e não compre se houver formação de líquido amarelado no fundo da embalagem. O que indica que o produto está começando a deteriorar.

Dicas de consumo

A abóbora pode substituir outros legumes, como batata e cenoura, em recheios de tortas ou outros pratos, e também dar um colorido e sabor especiais a massas, pães, nhoques e panquecas.

Essas novas aplicações juntam-se às tradicionais, como o famoso doce, e as receitas típicas do Nordeste, a exemplo da carne-seca com jerimum (nome da abóbora na região).

E o melhor: todas as partes do vegetal podem ser aproveitadas para preparar diferentes quitutes.

Suas sementes são energéticas e fornecem boa dose de fibras, importantes para o bom funcionamento do sistema digestivo, além de gordura
do tipo insaturada.

A casca, rica em fibras, também pode ser consumida: basta lavá-la, ralar e adicionar em pratos como arroz, que vai ganhar mais fibras e vitamina A.

Os brotos podem enriquecer ensopados e as flores ficam deliciosas à milanesa e em omeletes.

Magazinevocê-retira na loja