Receita para microondas – Pernil de Porco – Experimente esta receita no micro-ondas

por | mar 18, 2018 | Receitas

Veja as dicas de como preparar o pernil para assar.

É Mito ou Verdade: A carne de porco transmite doenças.

Veja outros mitos sobre a carne suína.

Pernil Assado Ajinomoto

Pernil Assado

Consumir Pernil Assado nesta época do ano, Natal e Ano Novo, já é uma tradição. Mas ainda muitos têm dúvidas de como preparar o pernil suíno para assar.

Veja algumas dicas preparada pela equipe da AjinoMoto – Para ver a versão completa clique aqui

O preparo do pernil suíno exige alguns cuidados básicos para que não fique seco e suculento.

Mas antes, veja os Mitos e Verdades sobre a carne suína:

A carne de porco transmite doenças

Pode sim transmitir doenças (como a cisticercose), mas em casos específicos: quando o animal é criado em péssimas condições de higiene e com uma alimentação inadequada.

Para que isso não aconteça, compre o carne que tenha o selo de aprovação da Vigilância Sanitária.

E além disso, é importante cozinhar, fritar ou assar o alimento a uma temperatura de 70°C, e também não é indicado o consumo da carne suína malpassada.

O ideal é lavar a carne de porco antes do preparo

É Mito. O ato de lavar a carne, seja de porco, gado ou frango, só irá retirar aquilo que se vê, ou seja, caso a carne esteja contaminada, o ato de lavar não resolve.

Além disso, lavar a carne pode ser uma nova forma de contaminação da carne.

Carne de porco é muito gordurosa e faz mal para a saúde

Depende da escolha do tipo da carne. Muitas pessoas acreditam que a carne suína é mais “gorda” do que o carne de gado. isto não é verdade.

Tudo depende do corte suíno. Alguns tipos de corte, como o lombo, podem ter menos gordura do que a carne de frango. Portanto, é uma questão da escolha do tipo de corte.

A carne de porco é considerada carne branca

É Mito. Devido a apar~encia “branquinha”, a carne de porco é uma carne vermelha.

Sua cor clarinha se dá pelo fato de ela contar com menos mioglobina que a carne bovina, uma proteína que, em contato com o oxigênio, entrega a coloração mais avermelhada à carne.

Mas, ainda assim, trata-se de uma carne vermelha.

Procedimentos gerais para cozinhar carne no mico-ondas

Não são necessárias técnicas especiais.

A carne deve ser preparada e temperada (se desejar), como nos métodos convencionais.

A carne deve ser completamente descongelada antes de cozinhar.

Coloque a carne em um recipiente próprio para micro-ondas, e coloque sobre o prato rotativo.

Quanto mais regular o corte, mais uniforme será o cozimento.

Para o cozimento de cortes em formatos irregulares, coloque as partes mais finas voltadas para o centro do micro-ondas e as mais espessas viradas para a borda do prato giratório que recebe mais calor das micro-ondas.

Cozinhe de acordo com o tempo de cozimento do seu forno de micro-ondas, utilizando o tempo mais longo para as peças de carne maiores e o tempo mais curto para as peças menores.

Para costeletas espessas, use o tempo mais longo.

Cortes mais macios como filé mignon ou contra filé devem ser preparados em potência alta ou média alta, enquanto que os cortes mais duros (músculo, alcatra) devem ser cozidos em potência média ou média baixa juntamente com algum líquido (caldo, marinadas, vinho).

Vire a carne mais de uma vez durante o tempo de cozimento.

Aguarde 5-10 minutos, embrulhando em papel alumínio depois de cozinhar. O tempo de espera é muito importante porque completa o processo de cozimento.

Verifique se a carne, especialmente a carne de porco, está bem cozida antes de consumir.

Fonte: Manual de Instruções – Forno de Micro-ondas LG

Magazinevocê-retira na loja