Receita para microondas: Salmão de micro-ondas ao limone – Experimente no seu forno

por | mar 25, 2018 | Receitas

Salmão de Micro-ondas ao Limone

Receita preparada pela equipe Receitas Nestlé.

Este prato fica pronto em aproximadamente 15 minutos

Conheça mais sobre o salmão: variedades existentes, nutrientes e benefícios à sua saúde.

Ingredientes

  • 5 postas de salmão fresco, sem pele (cerca de meio quilo)
  • 1 pitada de pimenta-do-reino
  • 1 stick de MAGGI® MEU SEGREDO
  • suco de 2 limões
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 Creme de Leite NESTLÉ® Caixinha
  • 2 colheres (sopa) de cebolinha verde picada
  • 1 colher (sopa) de coentro picado (opcional)
Salmão de micro-ondas ao limone - Receitas Nestlé

Salmão de Micro-ondas ao Limone

Principal

Tempo de preparo – 15minutos

5 porções

Como preparar

Em um recipiente refratário (pode usar inclusive o recipiente em que vai servir) coloque o salmão e tempere com a pimenta-do-reino, o MAGGI Meu Segredo e o suco de 1 limão.

Arrume os pedaços, regue com o azeite, cubra com plástico-filme e leve ao micro-ondas por cerca de 4 minutos, em potência média, para que cozinhe, sem ressecar.

Em um recipiente à parte misture o suco do limão restante, o Creme de Leite NESTLÉ, a cebolinha-verde e o coentro, formando um molho cremoso.

Retire o peixe do micro-ondas, distribua o molho e leve ao micro-ondas por mais 1 minuto, para aquecer.

Sirva a seguir.

Dica:

Se desejar, use robalo ou tilápia no lugar do salmão, e limão-siciliano em vez do limão comum.

Acrescente raspas da casca de limão ao molho para ficar mais saboroso, e decore com fatias finas de limão.

FonteReceitas Nestlé – Salmão de Micro-ondas ao Limone

Atenção: O tempo de preparo poderá variar para menos ou para mais, dependendo do seu forno de micro-ondas. Comece testando com tempo menor, de 10 a 20% do tempo informado na receita.

Saiba mais sobre o Salmão

Fonte: Enciclopédia da Nutrição – Nestlé

Salmão - Public Domain

O salmão é o peixe retratado em uma das raras pinturas rupestres que ilustram cenas de pesca, o que indica que, desde a pré-história, esse peixe rico em ômega 3, gordura essencial considerada benéfica ao coração, é apreciado pelo homem.

Quando os gregos colonizaram a costa do Mediterrâneo, na Antiguidade, estabeleceram vários pontos de pesca ao salmão. Seus sucessores romanos começaram a exportar o peixe para outras regiões sob o seu domínio. Para conservá-lo, ele era salgado ou envolvido em algas e coberto com gelo.

O salmão também é a base da alimentação dos esquimós. Foi justamente a partir dos estudos populacionais feitos com esse povo que os benefícios do salmão para a saúde cardiovascular ganharam destaque no mundo científico e, a partir daí, popularizaram-se.

Peixe de águas frias, o salmão também é ingrediente importante na culinária russa, escandinava e japonesa.

Porém, a poluição das águas e a construção de barragens em larga escala, iniciadas após a revolução industrial, diminuiu consideravelmente a população do salmão selvagem. Isso levou ao desenvolvimento de técnicas para criar o peixe em cativeiro ou semi-cativeiro. Atualmente, a maior parte do salmão consumido no mundo provém dessas “fazendas” aquáticas.

O salmão fresco consumido no Brasil é o peixe criado em cativeiro nas águas do Chile. O salmão em conserva, defumado ou marinado é importado também do Norte da Europa e da América do Norte.

Variedades do Salmão

O SALMÃO DO ATLÂNTICO, que pode atingir 150 cm de comprimento e 35 kg, é a variedade mais consumida — corresponde a 95% do salmão criado em cativeiro.

Entre as espécies do PACÍFICO, o SALMÃO ROSA é o menor e um dos mais abundantes no Alasca.

O SALMÃO VERMELHO ou SOCKEYE é de tamanho médio, mais delgado do que as outras espécies e famoso por sua cor intensa, laranja-avermelhado.

Com o tom da carne um pouco mais claro, o SALMÃO KETA tem entre 63 cm e 68 cm de comprimento e pode pesar entre 2,7 kg e 8 kg.

Estas espécies são comercializadas em conserva.

Principais Nutrientes do Salmão

Ótima fonte de proteínas, de selênio, de fósforo, de niacina e de vitamina B 12, o salmão também é boa fonte de ferro, magnésio, potássio, zinco, vitamina A, vitamina B1, vitamina B5 e vitamina B6 e do ácido graxo essencial ômega 3.

Salmão para sua Saúde

Além de ser uma ótima fonte de proteínas completas, como os peixes de modo geral, o salmão faz parte do grupo de peixes ricos em ômega 3, uma gordura chamada essencial, já que é necessária para várias funções orgânicas, mas não é produzida pelo próprio corpo, precisando ser adquirida por meio dos alimentos.

Uma porção de 100 g de salmão oferece mais do que 100% das recomendações diárias de selênio. Este mineral tem uma importante ação antioxidante, que contribui para a prevenção de certas doenças crônicas. O salmão também é rico em fósforo, que tem um papel fundamental na saúde dos ossos e dos dentes e auxilia a regeneração dos tecidos.

Uma porção de salmão oferece mais do que o total da recomendação diária de vitamina B12.

O salmão é fonte de ferro, essencial para o transporte de oxigênio e formação de glóbulos vermelhos no sangue; magnésio, que contribui para o bom funcionamento do sistema imunológico e é importante para o desenvolvimento dos ossos e dentes; potássio, que atua como regulador da pressão e do pH sanguíneos e auxilia os processos digestivos e as contrações musculares; e zinco, fundamental para o sistema de defesas do organismo e para a fabricação do material genético.

Curiosidade

Bons tempos: no fim do século 19, o salmão era tão abundante na França que era servido até nas prisões. No presídio de Nantes, os funcionários e prisioneiros chegaram a ensaiar uma rebelião para retirar o peixe do cardápio diário da instituição.

Magazinevocê-retira na loja