Receitas para microondas – Pudim de Leite – Experimente as receitas no seu micro-ondas

por | mar 27, 2018 | Receitas

Pudim de Leite – sobremesa que maioria adoram.

Veja aqui quatro receitas. Escolha e bom apetite!

Conheça também os tipos de açúcar que existe no mercado.

Pudim de Leite Condensado no micro-ondas – Cozinha da Cátia

Ingredientes para calda de caramelo

  • 4 colheres de açúcar
  • 4 colheres de água

Ingredientes para Pudim

  • 6 ovos
  • 1 lata/caixa de leite condensado
  • 1 e 1/2 medida da lata/caixa de leite
  • Algumas gotas de essência de baunilha

Para o modo de preparo, assista ao vídeo ao lado.

Pudim de leite em pó – Mulheres – Chef de Cozinha Jurandyr

Ingredientes

  • 2 xícaras (chá) de água
  • 2 xícaras (chá) de leite em pó
  • 2 xícaras (chá) de açúcar
  • 2 ovos inteiros
  • 1 colher (sopa) de amido de milho
  • Calda a gosto

Para o modo de preparo, assista ao vídeo ao lado.

Pudim de micro-ondas fácil – Mão na massa

Ingredientes para calda

  • 4 colheres de açúcar
  • 4 colheres de água

Ingredientes para pudim

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 medida e meia de leite
  • 4 ovos
  • 1 colher de essência de baunilha – opcional

Para o modo de preparo, assista ao vídeo ao lado.

Pudim de Leite que não vai ao forno – Chefe de Cozinha

Ingredientes

  • 2 latas de leite condensado
  • 2 caixinhas de creme de leite
  • 1 xícara (chá) de leite
  • 2 envelopes de gelatina em pó sem sabor (24g cada)

Para modo de preparo, assista o vídeo ao lado.

Veja as Informações dos Ingredientes

By Romain Behar - Own work, Public Domain, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=1219848

Açúcar

Fonte: Enciclopédia Nestlé – veja na íntegra aqui

Hoje, considerado um dos vilões da alimentação saudável, até o século 18 era usado mais como uma espécie de medicamento, ou seja, como calmante. Era comum oferecer um copo de água com açúcar para uma pessoa nervosa.

Apesar de ser considerado um dos vilões, consumido com moderação, o açúcar é um fonte de energia imediata.

O açúcar refinado fino é apenas uma fonte de energia e carboidratos, não contendo vitaminas ou sais minerais.

Os mascavos por outro lado, tem os minerais e vitaminas B5 e B6.

O açúcar da cana é um fonte de energia rápida, de utilização imediata. Combinado com o oxigênio, os açúcares são a principal fonte de energia das células do corpo.

O açúcar não utilizado pelo organismo será armazenado no corpo em forma de gordura e aumentando o nível de açúcar no sangue.

É necessário consumir com moderação, apesar de não estar estabelecido o consumo máximo. Pode variar conforme as condições de cada pessoa.

Há no mercado alguns tipos de açúcar que estão relacionados ao processo de refinamento. Têm aspectos e algumas características diferentes, mas o valor calórico não muda.

  • Açúcar Mascavo – esultado da cristalização do mel-de-engenho extraído da cana, tem coloração amarronzada e textura empedrada. Além de carboidratos, têm sais minerais e vitaminas B5 e B6.
  • Demerara – obtido na fase de refinação seguinte à do mascavo. É granulado, em grãos grosso e cor amarelada.
  • Cristal – ou granulado é refinado para obter a cor clara e os cristais bem definidos.
  • Refinado fino – ou amorfo é o mais utilizado no consumo doméstico à preparação de doces e adoçar bebidas.
  • Açúcar de Confeiteiro – muito usado pela indústria alimentícia e na pâtisserie tem grânulos extremamente finos e cristalinos.
  • Açúcar Orgânico – claro ou dourado, é produzido sem nenhum aditivo químico.
CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=43661

Ovo

Fonte: Enciclopédia de Nutrição – Nestré

Os ovos de galinha são recursos básicos na preparação de pratos tanto na gastronomia ocidental quanto na oriental.

Por ser tão importante na alimentação e também responsável pela reprodução de inúmeras espécies, criaram-se muitas lendas sobre o alimento.

O ovo contém proteínas de alto valor biológico e é fonte de vitamina B12, ferro, fósforo, manganês, potássio e sódio.

A albumina, proteína presente na clara, ajuda na formação dos músculos.

Albumina é um tipo de proteína de alto valor biológico.

A gema concentra as gorduras e elementos com a colina (importante para a saúde do cérebro e para o desenvolvimento fetal) e folato.

O ovo passou anos como culpado pela elevação nos níveis de colesterol no sangue. Durante muito tempo, acreditou-se que a gema do ovo, por ser rica em colesterol, prejudicaria a saúde do consumidor.

Estudos recentes, no entanto, têm absolvido o ovo, apontando que muito pior para a saúde cardiovascular é o consumo exagerado de alimentos ricos em gorduras saturadas e gorduras trans.

Quem tem níveis de colesterol normal e uma dieta equilibrada pode consumir um ovo por dia sem riscos, dizem os especialistas.

Há ovos brancos, vermelhos, orgânicos, caipiras, ricos em ácido graxo, ômega 3. Independentemente da cor, todos têm a composição nutricional semelhantes.

Segundo os especialistas, os ovos com ômega 3 e light não compensa pelo alto custo, pois para obter os benefícios do ômega 3, seria necessário consumir vários ovos por dia.

Mesmo que a geladeira tenha local próprio para os ovos, o local não é o mais adequado, pois ao abrir a geladeira, a temperatura sobe mais rápido e pode favorecer a multiplicação de eventuais bactérias presentes no ovo.

Antes de usar os ovos, lave-os em água corrente.

Curiosidade

Uma das maiores iguarias chinesas consiste em um ovo apodrecido, conhecido como “ovo de mil anos”.

O alimento, claro, não tem todo esse tempo de vida: na verdade, fica enterrado na terra em uma mistura de chá preto, cinzas e cal por cem dias.

Após esse período, a clara se transfoma em uma espécie de gelatina escura e a gema se torna cremosa e esverdeada. O cheiro é de enxofre.

Fui aprovado